Páginas

domingo, 15 de abril de 2012

Quando o medo encobre a razão o efeito é escuridão.


Essa semana a violência nossa de cada dia, voltou a pauta de meus dias. No post Otimismo voluntário tinha falado sobre isso e não imaginei que a semana seguinte seria assim.

Um policial é assassinado em Santos, na Zona Noroeste, e logo após outras mortes acontecem; "julgam-se" fruto de uma reação. Se foi não se sabe, mas no outro dia boataria geral... “Toque de recolher” emitido pela rádio peão. Na escola onde trabalho, do nada, pais que acabaram de trazer os filhos para a escola voltavam para retirá-los. Motivo: Medo. Cada um que encostava no balcão contava uma estória sem fundamento, mas com convicção. Na verdade estavam aterrorizados por boatos e replicavam com sua versão o "diz que disse". Alguns juravam que tínhamos ligado para buscar a criança e não acreditavam quando falávamos que ninguém ligou. Não conseguíamos nem linha para nosso serviço de rotina, eram só pais ligando.

Incrível, como o medo contagia tão velozmente. Já teríamos atingido um alto grau no caminho da evolução se o contagio da paz, da harmonia, da esperança, das atitudes positivas e outros tantos sentimentos construtivos se dessem na mesma proporção! Mas, o vírus do medo é poderoso e na mesma medida  que é rápido ele nos tornam lentos, até levar ao congelamento dos movimentos. Mais que isso, ele encobre de sombras toda a luz da razão.

Como mudar esse clima em um mundo onde a sombra e luz reagem como opostos, sem perceberem que são frutos de um mesmo princípio. Luz cria sombra. Sombra transforma-se em luz. Ela não existe para nos dominar e sim para nos transformar. Até que em algum lugar no tempo infinito só sobre em algo que vai mais além da Luz... Um estado que estamos até longe de conseguir imaginar, quanto mais de nomear.

Porém, neste aqui e agora, essas sombras pouco conhecidas por nós é muito bem estudada por outros. Eles estimulam sua propagação, não nos deixando ver saídas, não deixando frestas... Manipulam nossos medos e nos transformam em reféns de suas vontades. 

Produzem um efeito tal que estas sombras individuais se transformam em uma poderosa sombra coletiva. O contraste  individual  do bem e do mal, do amor e do ódio, do mocinho e do bandido se embaralham em um sentimento coletivo de insegurança e medo.

O medo que enfraquece as resistências e nos priva da lucidez.

Quando somos um ou outro? Quem tem razão nesse jogo de luz e escuridão que cobre nosso mundo? Quando a reação de um é igual ao crime do outro e para trazer a paz se usam as mesmas armas da guerra, o que podemos esperar? A falta da razão e total  Escuridão.

Como lidar com essa sombra coletiva? Vencer essa mídia poderosa é difícil. Vencer esse grande Capital que nutre a insegurança, a violência, as desigualdades e propaga o medo é uma tarefa gigantesca, já que eles mantêm esse poder de manipulação. Mas, tudo é tempo e paciência. Luta e organização. Trazer luz à consciência é uma tarefa. Porém, quem sabe aprendendo a lidar com nossas sombras seja um primeiro passo possível?  Elas todos temos, conhecê-las e deixá-las emergir de forma construtiva, poucos fazem. A maioria as aprisionam, e não percebem como elas reagem através de nossos comportamentos destrutivos e depressivos.

Aprendo que conhecer nossas sombras é uma forma de reconhecer nossa luz. Trabalhar esses sentimentos é encarar nossos medos e seguir com mais confiança para o desenvolvimento de nossos potenciais humanos, o que transforma o mundo a nossa volta.

Pesando nisso, resolvi postar um vídeo que uma amiga enviou e que caberia hoje nessa postagem, "O Efeito Sombra", baseado no livro de Deepak Chopra, Marianne Williamson e Debbie Ford. Confesso que não sou adepta desses livros de auto-ajuda, mas tem muita informação interessante nesse vídeo.

Na verdade, a Sombra é um dos ensinamentos que Carl Jung nos deixou e ultimamente tem sido muito estudado e trabalhado por vários estudiosos.


EFEITO SOMBRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recent Posts