Páginas

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Uauu.... se chover mais vou criar escamas.


Até gosto de uma chuvinha, no calor ajuda a refrescar, no frio dá vontade de ficar encolhida dentro de um cobertor quente vendo um filme, pena que não é sempre que podemos fazer isso.

Olho lá fora para as minhas plantas e elas brilham com as gotículas em suas folhas, parecem até sorrir. Mas quando demora tantos dias, nem sapo aguenta. Faço alguns exercícios mentais para achar outros lados positivos de tanta chuva, lembro do racionamento, penso que enchem os reservatórios de água ou... Ou... Hum...Tá difícil achar outros bons motivos para mais de uma semana, é preciso muito exercício mental, se tentar mais vai dar câimbra.

Fiquem certos que não sou eu e vocês que estão esperando o sol. Olho para minhas roupas, tadinhas, todas ali esprimidinhas, esperando por ele. Coisas de dona de casa? Não. Tenho várias amiguinhas que estão assim também. As roupas que ousei lavar vai para o tanque de novo, cheirinho de cachorro molhado... Aquele que fica na roupa quando não seca. Mas com tanta chuva quem sabe logo criaremos escamas, ai não precisaremos de roupa.

Bem, quem também espera pelo Sol são os buracos de nossas ruas. Sim, elas estão cheias deles que viram lagos nessas épocas e se tornam a brincadeira favorita de motoristas engraçadinhos.

Ontem mesmo fui alvo de dois banhos dos espirros suculentos desses buracos. Acho que sou um bom alvo! argh!!! O primeiro me pegou desprevenida. No segundo, mais ligada, percebi o buraco e a rua estava com pouco movimento. Vi um carro aproximando-se e eu já estava perto do tal buraco, a calçada estreita... Medi a velocidade e distância do carro e minha, daria tempo suficiente, se ele não acelerasse e splashh!!! Cheguei mais molhada em casa e pior, cheia de lama. Mais roupa para o cesto a esperar o sol.

AH! Se vocês viram dois carros com pneus furados, um pelo Gonzaga e outro na Zona Noroeste, tenham certeza que foram eles. Mirei meus olhos bem nesses pneus.

Voltando para a chuva, ela não tem culpa, tudo tem seu ciclo e nesse meu exercício digo apenas que sou Grata por ela.

E percebi outra coisa, quanto mais chuva mais longe vai minhas lembranças ... olha só o vídeo que achei. Kakkaka. O Topo Gigio, o ratinho latino que desbancou o Mickey durante um período de minha infância, cantando Chove Chuva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recent Posts